16 3202-2636

De volta ao palco, banda Somos Tão Jovens faz primeiro show musical no Pedro II desde a pandemia

Com lugares limitados, Show Tributo Somos Tão Jovens | XXV – O Reencontro é uma homenagem aos 25 anos da partida de Renato Russo, que serão completados no próximo dia 11 de outubro

Ribeirão Preto (SP) - 5 de outubro de 2021 - Após um intervalo sem o contato direto com o público, em função da pandemia, a banda ribeirão-pretana Somos Tão Jovens afina instrumentos, acerta o tom e prepara novos acordes para subir ao palco do Theatro Pedro II, no próximo dia 11 de outubro, a partir das 20h, para um show exclusivo que marca tanto a retomada das apresentações presenciais, como a lembrança dos 25 anos da partida de Renato Russo, um dos mais emblemáticos artistas da história recente do rock brasileiro e vocalista da banda Legião Urbana.
Para esse reencontro com a plateia, Sérgio Missão (vocalista), Evandro Grili (guitarra e violão), Eduardo de Lucca (contrabaixo), Sandro Rezende (guitarra), e Victor Grilli (bateria), escolheram um repertório pontual, com as principais canções que tornaram a banda brasiliense Legião Urbana, sob a liderança vocal de Renato Russo, sucesso nacional e internacional.
Músicas que marcaram a fase final da carreira de Russo também integram o roteiro. Mais um tributo, obedecendo ao DNA da Somos Tão Jovens. Vale lembrar que o primeiro tributo foi lançado pela banda há exatos cinco anos e, de lá para cá, foi visto e aplaudido por plateias de diferentes cidades em todo o Brasil, em mais de 50 apresentações.
De acordo com o guitarrista Evandro Grili, a expectativa para o show é grande. “O músico vive de seu encontro com o público e nos últimos 18 meses fizemos somente dois shows presenciais. Estamos com muita vontade de rever as pessoas, sentir o calor do público, ouvir o coro do canto das músicas”, empolga-se Grili.
A experiência de volta ao palco seguirá todos os protocolos de segurança preconizados pelas autoridades sanitárias, como aferição de temperatura, disponibilidade de álcool em gel saguão do teatro, uso obrigatório de máscaras e lugares intercalados preservando o distanciamento necessário.
Gerações
Com exceção do baterista Victor Grili - filho do guitarrista Evandro - todos os integrantes da Somos Tão Jovens carregam lembranças muito vivas de Renato Russo porque viveram em tempo real a aparição, ascensão e sucesso da Legião Urbana, assim como o fim do grupo com a morte do vocalista, em 1996.
Victor, que compôs seu conhecimento e admiração pelo trabalho de Russo a partir dos pais, da convivência com outros fãs do cantor e do resgate de vídeos pela internet, diz que participar do projeto é uma experiência importante para sua trajetória como músico.
Essa mescla de gerações que estará no palco também é aguardada para a plateia no Theatro Pedro II, uma vez que Renato Russo morreu jovem e deixou uma legião de fãs que amadureceu sem descuidar de replicar o legado musical do rockeiro para os filhos, garantindo a perpetuação do sucesso de hits como Tempo Perdido, Quase sem Querer, Ainda é Cedo, Pais e Filhos, Eduardo e Mônica, Que país é este, Índios, Faroeste Caboclo, Monte Castelo e muitas outras músicas que seguem sendo cantadas por quem conheceu Russo em vida e pelos novos fãs que só o conheceram pela tradição oral e por arquivos de imagens e áudios.
“O Renato protagonizou a odisséia da maior banda de rock que o Brasil conheceu. Ninguém tem um público como a Legião tem, 35 anos depois de sua fundação e 25 anos depois de seu fim. A mensagem é muito forte e atualíssima e vai continuar por outras gerações. A obra da Legião atinge a todos”, afirma Sérgio Missão.
Para o vocalista da banda, Renato Russo foi um letrista inigualável. “Ele escreveu músicas que falavam da realidade política do país, dos sentimentos, das emoções, dos sonhos. Letras escritas com o coração, cativando uma geração inteira”. “E hoje, essas mesmas letras continuam influenciando o público, porque seguem atuais”, acrescenta o baixista Eduardo De Lucca. “Renato encontrou uma fórmula de usar a linguagem romântica e politizada, ou seja, falando para todas as gerações porque suas canções sempre vão se encaixar em alguma questão atual”, completa o guitarrista Sandro Rezende.
Ingressos à venda na bilheteria do Theatro Pedro II, Rua Álvares Cabral, 370, no centro; na Guitar Music Shop, localizada na R. Couto Magalhães, 322 - Alto da Boa Vista e também on-line pelo endereço https://bit.ly/3uojFxq. Os ingressos variam de R$ 35,00 a R$ 100,00, considerando entradas inteiras e meias (válidas para estudantes, idosos, professores da rede pública, com apresentação de documentos na entrada).
SERVIÇO
Evento: Show Tributo Somos Tão Jovens | XXV – O Reencontro
Data: 11/10/2021
Horário: 20h
Local: Theatro Pedro II | Rua Álvares Cabral, 370 (Centro), Ribeirão Preto/SP
Classificação: livre
Valor dos ingressos:
R$ 70 / 35 (balcão simples)
R$ 80 / 40 (balcão nobre)
R$ 90 / 45 (frisas)
R$ 100 / 50 (plateia)
Os assentos estão limitados a 600 lugares, seguindo determinações do Theatro e protocolos sanitários de segurança.
Locais de venda
Bilheteria do Theatro Pedro II (sem taxa de conveniência)
Rua Álvares Cabral, 370 – centro Ribeirão Preto
Guitar Music Shop (sem taxa de conveniência)
R. Couto Magalhães, 322 - Alto da Boa Vista

Diretor de Ribeirão Preto lança seu primeiro curta-metragem

‘Experiência Profissional’, escrito e dirigido por Marco Felipe, aborda a perigosa disputa por protagonismo no mundo corporativo.

Filme entra agora para o circuito nacional e internacional de festivais
Ribeirão Preto (SP), 4 de outubro de 2021 – O publicitário por profissão e cineasta por paixão, Marco Felipe, acaba de lançar o seu primeiro curta-metragem. Com 25 minutos de duração, “Experiência Profissional” mostra como pode ser perigosa e cheia de nuances a disputa por protagonismo no mundo corporativo. “Procurei trazer à cena as verdades humanas presentes por trás das relações. E refletir qual o impacto que a ausência de diálogo e empatia podem ter ao tornar até o ambiente de trabalho um lugar tóxico”, relata o jovem de 25 anos, formado pela ESPM – Escola Superior de Propaganda e Marketing. O filme é uma parceria entre o diretor e a Ilha Crossmídia, produtora ribeirão-pretana onde Marco atua como diretor de estratégia e criação publicitária atualmente.
A ideia do filme surgiu em abril do ano passado, na chegada da pandemia de Covid-19 ao Brasil. Na época, Marco Felipe era sócio de uma agência de branding em São Paulo e, ao voltar para casa em sua cidade natal, por conta do isolamento social, começou a escrever o roteiro, que chegou a ter 21 versões antes do texto final. Ao vender sua parte na sociedade da agência paulistana, investiu parte do dinheiro na execução do filme e estabeleceu parceria com a Ilha, que também investiu no projeto com seus equipamentos e equipes de produção, buscando entrar, cada vez mais fundo no mundo do entretenimento. Ao todo, cerca de 40 pessoas participaram do projeto.
Foram três dias de filmagens em locações no próprio edifício onde Marco trabalha no dia a dia. “Diferente do curta-metragem tradicional, recheado de cenas mais rápidas, procurei fazer um curta com cara de longa. São apenas cinco cenas, em que procuro valorizar a força da interpretação, dos diálogos que demonstram a disputa que pode ocorrer entre diferentes gerações e personalidades dentro de um ambiente de trabalho”, explica o roteirista e diretor. “Eu já havia escrito e dirigido peças publicitárias, mas meu principal hobby é o cinema, eu passo até quatro horas por dia consumindo produtos audiovisuais. Eles me trazem reflexões não só sobre a arte, mas também sobre a vida”, completa.
O filme
“Experiência Profissional” mostra a chegada do jovem Francisco ao seu primeiro emprego efetivo em uma empresa de alimentos, fabricante de produtos à base de amendoim. Lá, ele se depara com altos executivos que tentam se aproveitar de sua ingenuidade para vencer uma disputa por controle alimentada há anos.
Ao longo do filme, o público testemunha como um choque de complexidades emocionais, egos e mágoas pode impactar relações interpessoais mal resolvidas e cobrar um preço alto dos envolvidos.
Em uma história vivida dentro do mundo corporativo, o espectador é convidado a refletir sobre como a ausência de diálogo, empatia, afeto e reconhecimento, tão marcantes na atualidade, podem levar as pessoas a pensar e agir de formas muito mais intensas e severas. É uma mostra do que pode acontecer com pessoas em situações de pressão e diante do poder em suas mãos.
O elenco é formado por atores de São Paulo, Ribeirão Preto e região: Eduardo Venosa (Francisco), Ricardo Amâncio (Reginaldo), Diego Freiria (Flávio), Bella Castilho (Paloma) e Lau Morelli (Paulo). A preparação dos atores ficou a cargo de Leandro Verzini e Michelly Vanzella. “Juntos, eles construíram um universo de personagens reais e com os quais o público terá a certeza de que já cruzou pelo caminho em algum momento da vida”, finaliza Marco Felipe.
Para a Ilha Crossmídia, a produção do filme “Experiência Profissional” reafirma seu propósito de apostar em um projeto com voz autoral e peso dramático suficiente para se alavancarem juntos em possíveis produções em grandes plataformas de streaming, além de ser uma oportunidade de demonstrar o potencial cinematográfico de Ribeirão Preto e dos principais nomes de sua equipe, como o diretor de fotografia, Thiago Coghi, e a assistente de direção, Monise Kristoscheck, juntos a um amplo time de profissionais.
Circuito de festivais
Após o lançamento, realizado no último sábado (02/10) em sala do UCI Cinemas do RibeirãoShopping, com sessões exclusivas para atores, equipes e convidados, “Experiência Profissional” segue agora o caminho da participação em festivais de curtas-metragens no Brasil e, com sua versão legendada em inglês, no circuito internacional. Mais sobre o filme pode ser acompanhado pelo perfil oficial no Instagram: @filme.experienciaprofissional.

Unimed Ribeirão Preto inaugura novo Centro de Reabilitação

Novo espaço, localizado na região central da cidade, vai permitir triplicar o número de atendimentos em reabilitações adultas ortopédicas, respiratórias, cardíacas e neurológicas, entre outras

Ribeirão Preto (SP), 21 de setembro de 2021 – A Unimed Ribeirão Preto deu início nesta segunda-feira (20/09) às atividades do seu novo Centro de Reabilitação, localizado na rua Marcondes Salgado, 1.435, com fácil localização na região central da cidade. Em uma área total de 600 metros quadrados, a cooperativa oferece serviços especializados em reabilitações ortopédicas, respiratórias, cardíacas, vasculares, do assoalho pélvico e neurológicas para pacientes adultos, em casos de pós-operatório, traumas ou lesões agudas, sempre que indicado ou solicitado pelo médico.
“O atendimento neurológico é uma novidade que estamos trazendo com este novo espaço, com profissionais e equipamentos próprios para casos pós-AVC”, comenta o coordenador médico do Centro de Reabilitação, Álvaro Nogueira. Atualmente, a equipe de fisioterapeutas conta com 15 profissionais, com planos de expansão para atender à demanda crescente.
Com a inauguração do novo Centro, o número de atendimentos será duplicado em um primeiro momento, passando de 1.500 para 3 mil ao mês, com capacidade de triplicar a atuação. A primeira unidade deste serviço próprio da Unimed foi inaugurada em junho de 2019, na avenida Nove de Julho, 668, que agora passará a atender apenas os casos que envolvam a reabilitação pediátrica. “São dois avanços importantes, uma área maior e melhor estruturada para atender ao público adulto, e um espaço totalmente dedicado à reabilitação neuropediátrica, com uma equipe multidisciplinar formada por profissionais da fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia para o atendimento às crianças”, comenta Aline Reami Berno, fisioterapeuta coordenadora do Centro de Reabilitação.
Para o presidente da Unimed Ribeirão Preto, Gustavo Ribeiro de Oliveira, o novo Centro é mais um passo da cooperativa em sua política de investimento constante para proporcionar mais acolhimento e oferecer melhorias no atendimento aos clientes. “Um serviço de qualidade como esse, com profissionais capacitados e equipamentos modernos, faz toda a diferença em um processo de recuperação. Após a parte médica ser concluída, a reabilitação é de extrema importância para atingir o resultado final de um tratamento e permitir que o paciente retorne às suas atividades do dia a dia”, complementa.
“Para o cooperado, esta é mais uma estrutura de apoio para uma área tão crítica como é a da reabilitação, levando a Unimed a ampliar, com este imóvel, o seu ‘Complexo Nove de Julho’, formado pelas unidades 222, onde hoje funciona nosso Centro de Atendimento ao Coronavírus, e 668, onde permanecerá e será ampliado o serviço de reabilitação infantil”, explica Julio César Paim, diretor geral – CEO da cooperativa médica.
O novo Centro de Reabilitação da Unimed Ribeirão Preto funciona na rua Marcondes Salgado, 1.435, com atendimento a casos encaminhados pelos médicos cooperados de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.

Hospital Unimed Ribeirão

encerra ala UTI Covid

Cooperativa médica desativou nesta semana os espaços para internações e UTI criados no início da pandemia para atendimento somente a casos da Covid-19
Ribeirão Preto (SP) - 1 de outubro de 2021 – Com os números de contaminação por Coronavírus e de internações caindo cada vez mais na cidade, a Unimed Ribeirão Preto informa que desativou nesta semana a ala Covid – espaço criado no início da pandemia para atendimentos a pacientes contaminados pela doença. Com isso, os ambientes criados para internações e UTI foram encerrados e darão lugar agora para outros procedimentos do hospital.
O médico intensivista, Gil Cezar Alkmim Teixeira, coordenador da UTI adulto do Hospital da Unimed Ribeirão Preto, lembra que, no pico máximo da contaminação pelo Coronavírus, o hospital chegou a ter 26 leitos de Covid na UTI e outros 40 destinados à internação nos andares – todos ocupados. “Os leitos foram reduzidos paulatinamente e há mais de duas semanas não temos nenhuma internação”, destaca. Segundo ele, a ala Covid será transformada em uma nova UTI para outros tipos de tratamento. “O fechamento dos leitos de Covid representa um recomeço. Uma vitória de todos os profissionais que se entregaram na luta contra o desconhecido”, completa.
O presidente da Unimed Ribeirão Preto, Gustavo Ribeiro de Oliveira, destaca que a desativação das alas específicas de internação e UTI Covid do Hospital Unimed Ribeirão Preto foi estratégica, possibilitando assim a extensão para outros atendimentos da rede hospitalar, tendo como foco sempre a saúde e o compromisso de dar continuidade aos projetos já iniciados. Com isso, a cooperativa médica mantém sua rede de serviços, como o Centro de Atendimento ao Coronavírus e serviços de telemedicina. “A pandemia trouxe
para nós o aprendizado e a busca por soluções rápidas e assertivas o tempo todo. Vivemos um período de mudanças constantes e isso acabou amadurecendo nossas equipes. Continuaremos atentos e oferecendo o melhor atendimento para essa nova fase, com qualidade e com foco humanitário de sempre”.
Desde que a pandemia chegou ao Brasil, o Hospital Unimed Ribeirão Preto se mobilizou em tempo recorde para a criação de uma nova estrutura de atendimento, com novos protocolos de saúde e mobilização de equipe. “Foram 18 meses nesta jornada que contou com muita união, dedicação e aprendizado, mas, sobretudo, o empenho de todos os nossos profissionais para oferecermos sempre o melhor cuidado em tempo integral a favor da saúde. Nossa vocação para o cuidado e a qualidade da assistência oferecida aos pacientes ficaram muito evidentes”, ressalta Julio Cesar Paim, diretor geral e CEO da Unimed Ribeirão Preto.
Segundo ele, a vigilância e protocolos necessários para manter a situação sob controle ainda permanecem em alta.
Durante 18 meses, em todas as unidades próprias da Unimed Ribeirão Preto foram atendidos 101.433 casos de Covid. O Hospital Unimed Ribeirão Preto registrou 1.544 internações de pacientes com Covid.
NOVA ESTRATÉGIA
Os casos suspeitos de Covid continuam no CAC - Centro de Atendimento Coronavírus 24 Horas, na avenida Nove de Julho, 222. O atendimento para crianças continuará sendo realizado no plantão 24 horas do Hospital São Paulo (Rua Visconde de Inhaúma, 1.600). Internação Covid, quando necessárias, serão realizadas apenas no Hospital São Paulo. Pessoas que apresentam sintomas da doença também poderão ser atendidas em toda a rede Unimed Ribeirão Preto.

RÁDIO GAZETA FM 107.9

A Rádio GAZETA FM, faz parte do Sistema de Comunicação Gazeta